Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Becoming Farmer

Diário de um apaixonado pela natureza, meio ambiente e que se está a tornar agricultor

Becoming Farmer

Diário de um apaixonado pela natureza, meio ambiente e que se está a tornar agricultor

Portugal sem recursos

André, 13.05.21

Quando consultamos o dicionário, ficamos sem dúvidas que recursos são um conjunto de meios disponíveis para serem utilizados (ex.: recursos hídricos; recursos humanos; recursos materiais; recursos naturais).

 

Desde hoje, dia 13 de Maio, Portugal começa a viver a “crédito ambiental”, ou seja, os cidadãos consumiram todos os recursos que permitiriam viver de forma sustentável este ano de 2021.

O ano passado o dia da sobrecarga só chegou em 25 de maio.

 

As áreas que têm mais peso na pegada ecológica de Portugal são alimentação, responsável por 32% do consumo de recursos, e a mobilidade.

Não obstante todos os esforços que fazemos pela eficiência energética, pela reciclagem, Portugal não está a conseguir reduzir a pegada ecológica, e continua a aumentá-la.

 

O que temos de mudar?

  • Para a associação Zero, os objetivos devem passar pela redução do consumo de proteína animal e a aposta numa “alimentação típica mediterrânica, com mais vegetais, leguminosas e mais fruta”. De acordo com os dados para Portugal, os cidadãos consomem três vezes mais carne do que se recomenda na roda dos alimentos, metade dos vegetais, um quarto das leguminosas e dois terços da fruta;
  • Movimentarmo-nos de forma sustentável, privilegiar os transportes coletivos, andar de bicicleta, a pé, e claro, reduzir ou eliminar mesmo as viagens de avião substituindo nomeadamente as reuniões por videoconferência;
  • Consumir de forma mais circular, é fundamental mudar o paradigma de “usar e deitar fora”, muito assente na reciclagem, incineração e deposição em aterro, para um paradigma de “ter menos, mas de melhor qualidade”, com um forte enfoque na redução, reutilização, troca, compra em segunda mão e reparação.

 

Portugal tem uma oportunidade única de aproveitar o Programa de Recuperação e Resiliência, a par com fundos de apoio europeus, para implementar transformações que possam contribuir para que possamos viver com bem-estar, respeitando os limites do planeta.

pegada_ecologica.jpg

Referências:

  1. Zero, Portugal aciona cartão de crédito ambiental cada vez mais cedo. Disponível aqui.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.