Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Becoming Farmer

Diário de um apaixonado pela natureza, meio ambiente e que se está a tornar agricultor

Becoming Farmer

Diário de um apaixonado pela natureza, meio ambiente e que se está a tornar agricultor

Hambúrguer de grão

André, 27.07.21

Desde cedo que ambicionava ser desportista profissional, a bola era a minha melhor amiga. Conseguia fintar todos os vícios que me pudessem desviar do caminho que havia traçado.

 

Para mim ser saudável estava diretamente ligado ao desporto. Quando fecho os olhos e tento lembrar-me desses tempos, surge-me, a imagem de um jovem energético e cheio de sonhos, também surge a imagem das lágrimas a escorrerem-me pelo rosto quando descobri que tinha colite ulcerosa (doença inflamatória do intestino). Pode ter sido o início do fim do sonho, mas não poderia ser o de continuar na busca de ser saudável.

Anos mais tarde os sintomas agravaram-se e não aguentava mais aquele sofrimento.

Foram momentos em que me voltei mais para o meu interior!

 

O que seria mais importante para mim?

Haveria alguma coisa que pudesse fazer para inverter a situação?

 

Foram vários os caminhos explorados, aquele que teve maior impacto na minha vida, foi ter frequentado o curso Fazer da Cozinha a sua Farmácia, adquiri imenso conhecimento sobre os alimentos, seus benefícios para a saúde e sobretudo reforcei o meu mind-set sobre o que é “ser saudável”.

 

Um dos propósitos do blog é partilhar receitas saudáveis e os benefícios dos alimentos para a nossa saúde. Em baixo deixo uma das minhas receitas preferidas, hambúguers de grão, são deliciosas e bastante nutritivas!

 

Ingredientes:

2 chávenas de grão de bico cozido e escorrido

1 talo grande de alho-francês

1 cenoura

1 batata-doce cozida

1 ramo de salsa

1 colher de sopa de molho de soja ou sal q.b.

1 a 2 colheres café de cominhos

1 colher café de açafrão-das-índias

1 colher café de manjericão em pó

4 colheres sopa de pão ralado

azeite q.b.

 

Preparação:

  • Escorra o grão;
  • Corte o alho-francês em juliana e rale a cenoura; esmague a batata-­doce com um garfo e pique finamente a salsa;
  • Aqueça uma frigideira anti-aderente com um fio de azeite e saltei o alho­-francês e a cenoura por cerca de 5 minutos. Junte o grão, a batata e a salsa. Tempere com o molho de soja, os cominhos, o açafrão, e o manjericão. Deixe cozinhar por 3 minutos, mexendo;
  • Triture grosseiramente com a varinha mágica, apenas por alguns segundos, para obter uma massa granulosa. Misture o pão ralado e envolva bem;
  • Retire colheradas de massa e molde na forma que desejar. Unte-as ligeiramente com azeite e e transfira-as para um tabuleiro forrado com papel vegetal:
  • Leve ao forno pré-aquecido a 180ºC por cerca de 20 minutos ou até dourarem.

hambuguer_grao.jpeg

 

Informações complementares:

  • O consumo de leguminosas poderá diminuir o risco de cancro colorretal e são uma fonte de proteína, fibra e ferro. De forma a melhor absorvermos os seus nutrientes deverão ser demolhados;
  • O açafrão-das-índias poderá ter efeitos anti-inflamatórios e anti-cancerígenos. Quando consumido com pimenta-preta é mais facilmente absorvido;
  • As cebolas são uma das melhores fontes de polifenóis, sendo particularmente ricas em quercetina, fitoquímico com propriedades anti-inflamatórias, anti-proliferativas e antioxidantes. Além das propriedades anti-cancerígenas, as cebolas são também úteis na prevenção de doenças cardiovasculares. As cebolas roxas são as mais ricas em polifenóis, seguidas das amarelas e das brancas. De forma a manter a máxima concentração destes fitoquímicos deve-se descascar retirando o mínimo possível da casca. Descascar demasiado a cebola roxa pode significar a perda de 20% de quercetina e 75% de antocianidinas;
  • A batata-doce, ao contrário da batata comum, é muito rica em beta-caroteno, luteína e antocianidinas, fotoquímicos com propriedades anti-cancerígenas. Quanto mais cor-de-laranja for a batata, mais rica será em carotenoides. Cerca de 80% da proteína da batata-doce funciona como um inibidor de protéase com um potencial anti-cancerígeno. Comparado com outras forma de cozinhar, cozer as batatas-doces em água retém mais do seu potencial antioxidante. Além disso, a batata-doce cozida tem cerca de metade do índice glicémico daquelas que são assadas.

Seitan com legumes salteados

André, 08.07.21

 

O seitan é um dos substitutos da carne e peixe mais utilizados pelos vegetarianos e macrobióticos. No que se refere ao valor nutritivo, para além de ser rico em proteínas, possui um teor baixo em gorduras (sem gorduras saturadas nem colesterol). Possui ainda algumas vitaminas e minerais.

Foi elaborado pela primeira vez há séculos pelos monges budistas da China, o seitan chegou ao Ocidente e rapidamente passou a ser considerado como um alimento básico das dietas vegetarianas.

 

Partilho uma receita nutritiva à base de seitan e legumes.

 

Ingredientes:

  • 200gr de Seitan
  • 500gr abóbora
  • 200gr espinafres (ou outra verdura)
  • 10 folhas de manjericão (ou outra erva aromática)
  • Folhas de aipo
  • 1 cebola
  • 4 dentes de alho
  • 40 cl Azeite
  • 1/2 pimento vermelho
  • Molho de soja q.b.
  • Sumo de 1 limão
  • Gengibre em pó q.b.
  • Sal q.b.

 

Preparação:

  1. Cortar cebola e o alho às rodelas. Deixar reservar durante 10 minutos;
  2. Cortar seitan aos cubos;
  3. Cortar abóbora aos cubos;
  4. A cebola e o alho vão a refogar em azeite, em lume brando, até a cebola ficar translúcida;
  5. De seguida juntar a abóbora e o pimento cortado em tiras. Temperar com sal.
  6. Passados 5 min de estar a ferver colocar o seitan, os espinafres, aipo, temperar com sumo de 1 limão e o molho de soja. Mexer.
  7. Quando os espinafres estiverem cozidos colocar as folhas de manjericão e temperar com gengibre em pó. Mexer.
  8. Confirmar que a abóbora está cozida.
  9. Provar para confirmar que os temperos estão a gosto e está pronto a servir.

 

Informações complementares:

  • As abóboras são um dos alimentos mais ricos em carotenóides, incluindo beta-caroteno, luteína e zeaxantina. Alguns polissacáridos deste alimento tem propriedades anti-inflamatórias. Além disso, é uma boa fonte de vitamina C, fibra, vitamina B6, manganésio e cobre;
  • O aipo é muito rico em fitoquímicos com propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes, tais como a epigenina, também conhecida pelas suas propriedades antiangiogénicas. Além disso, é uma fonte excelente de vitamina K e boa fonte de folato, potássio e fibra. Ao ser cozinhado a vapor, o aipo conserva a maior parte dos seus fitoquímicos e nutrientes;
  • Ao deixarmos repousar o alho 10 minutos depois de cortar ou esmagar, são libertadas enzimas que permitem a formação de alicina, substância com propriedades anticancerígenas. Consumir alho poderá diminuir o risco de cancro do estômago, colorretal e ovário;
  • As cebolas são uma das melhores fontes de polifenóis, sendo particularmente ricas em quercetina, fitoquímico com propriedades anti-inflamatórias, antiproliferativas e antioxidantes. Além das propriedades anticancerígenas, as cebolas são também úteis na prevenção de doenças cardiovasculares. As cebolas roxas são as mais ricas em polifenóis, seguidas das amarelas e das brancas. De forma a manter a máxima concentração destes fitoquímicos deve-se descascar retirando o mínimo possível da casca. Descascar demasiado a cebola roxa pode significar a perda de 20% de quercetina e 75% de antocianidinas;
  • O espinafre é um vegetal verde-escuro rico em vitaminas A, C e E, e compostos fenólicos, como luteína, zeaxantina e canferol, com propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, que auxiliam no combate ao envelhecimento precoce da pele e evitam o desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Além disso, o espinafre possui também minerais como potássio e cálcio, necessários para a regulação da pressão arterial, e ferro, um mineral essencial para ajudar no tratamento e na prevenção da anemia;
  • Os pimentos têm mais de 30 carotenoides, incluindo betacaroteno e zaexantina, ambos com propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes. Além disso, são uma excelente fonte de vitamina C e boa fonte de vitamina E.